terça-feira, dezembro 27, 2005

Escorpiões Inquebráveis

Scorpions - Unbreakable
01 New Generation
02 Love'em Or Leave'em
03 Deep And Dark
04 Borderline
05 Blood Too Hot
06 Maybe I Maybe You
07 Someday Is Now
08 My City My Town
09 Through My Eyes
10 Can You Feel It
11 This Time
12 She Said
13 Remember The Good Times


Não há como negar a importância dos Scorpions, banda que revolucionou o Hard Rock. A banda foi formada na Alemanha em 1966, pelos irmãos Michael e Rudolf Schenker, ambos excelentes guitarristas. Junto a eles estavam Klaus Meine (Vocal), Lothar Heinberg (Baixo) e Wolfgang Dziony (bateria), em 1972, lançaram o album Lonesome Crow, e explodiram na cena Heavy Rock de varias países.
Após o primeiro álbum Heinberg, Dziony e Michael Schenker saíram da banda (este último formaria o UFO). Entraram na banda Francis Buchholz (baixo) e Jurgen Rosenthal (bateria) e o excelente Ulrich Roth (guitarra). Com esta formação gravaram o album Fly To The Rainbow, com destaques para Speddy’s Coming e para a faixa-titulo. Com Rudy Lenners nas baquetas gravaram o album In Trance, com as clássicas In Trance e Robot Man.
Em 1977 gravaram Virgin Killer, com destaque para Pictured Life, Backstage Queen, e Hell Cat, cantada por Uli Roth. O Scorpions já era nessa época uma banda bastante conhecida na Europa, o que rendeu uma longa e exaustiva tour.
O album seguinte, Taken By Force, que conta com Sails Of Charon e o hino Steam Rock Fever, traz Herman Rarebell assumindo o lugar de Lenners. Um album ao vivo foi lançado durante a tour e levou o nome de Tokyo Tapes, excelente album, por sinal.
Uli Roth que já não estava feliz no Scorpions, saiu da banda e formou o Eletric Sun. Mathias Jabs foi recrutado para o seu lugar e a sua a estreia foi no album Lovedrive, que conta também com a participação de Michael Schenker em três musicas. Grandes destaques para as musicas Loving You Sunday Morning, Holiday e a faixa-titulo. Essa formação foi a que a mais durou no Scorpions.
Gravam Animal Magnetism, destaques para Make It Real e a excelente The Zoo. O album que se seguiu foi Blackout, que entrou direto no Top 10 da Billboard, logo seguido por talvez o melhor do Scorpions, Love At First Sting. Os hits desse album foram Rock You Like A Hurricane, Big City Nights e a excelente balada Still Loving You. Segue-se um album ao vivo chamado World Wide Live, que consegue o numero 14 em paradas de sucesso americanas.
A banda fica quatro anos sem gravar, voltando com o mediano Savage Amusement, com destaque para a balada Believe In Love, e no ano seguinte solta a coletânea chamada Best Of Rockers ‘N’ Ballads, com destaque para o cover I Can’t Explain do The Who.
Em 1990 é gravado o album Crazy World, com as belas Tease Me Please Me, Hit Between The Eyes, e o super-ultra-hiper-mega sucesso Wind Of Change. Segue-se o album Face The Heat, com destaque para Alien Nation, Woman e Under The Same Sun. Após este album Buchholz sai da banda, dando lugar para Ralph Rieckermann. Com essa formação (Meine, Schenker, Jabs, Rieckermann e Rabebell), é gravado, em 1996, o bom album Pure Instinct. No mesmo ano Rarebell sai da banda, e James Kottak, assume o banquinho. A estreia de Kottak na banda é aqui no Brasil, no festival Skol Rock.

Download: Parte 1 - Parte 2 - Parte 3
Senha: www.AvaxHome.ru

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Conheci seu bolg atraves do Rapadura. Excelente conteudo, certamente voltarei. Parabéns e um abraço.

janeiro 01, 2006 12:19 PM  
Anonymous ciro said...

isso foi bom pq me lembrou de baixar algumas musicas dos scorpions... mas ainda não vi clash aí hein.

janeiro 07, 2006 12:44 PM  

Postar um comentário

<< Home